quinta-feira, 27 de novembro de 2008

As mulheres alegam que a ausência de proibição explícita da prática de topless as torna inocentes.

Duas polonesas tiveram que comparecer, na última sexta-feira, ao tribunal da cidade de Szczecin depois de tomar sol sem a parte de cima do biquíni em uma praia da região. As mulheres chegaram a ser presas em maio, quando ocorreu o incidente. Na ocasião, as duas se recusaram a colocar o restante do biquíni e a pagar a multa de 150 zlotys (pouco mais de R$ 100), por isso foram chamadas ao tribunal. O caso provocou polêmica na imprensa polonesa. A primeira audiência, em setembro, teve que ser suspensa em função do número de jornalistas presentes, superior à capacidade da sala de audiência. As mulheres alegam que a ausência de proibição explícita da prática de topless as torna inocentes. Para elas, não houve ofensa a terceiros. Pelo contrário, dizem que a maioria dos presentes na ocasião decidiu testemunhar a seu favor.

Nenhum comentário: