quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Movimentos de Mulheres não acreditam nos organismos oficiais.

Sim. A verdade sempre supera a mentira. Não é de hoje. A verdade faz história. A mentira não. A mentira faz a impunidade. Mas é verdade também que a mentira é mais eficaz. Para quem mente, há defensores. Para quem fala a verdade não. Para quem fala a verdade sobra o isolamento e o silêncio dos cúmplices.
...
 
Tem gente que diz "A falta de denúncia é que gera a impunidade". Não é verdade! Casos e mais casos são denunciados  mas não se encontram os íntegros, os solidários, os competentes, os que deveriam honrar e cumprir com suas funções de ouvidores, coordenadores, corregedores, promotores.  Procuram estes emudecer as vozes esgotadas fazendo-as se perderem nos labirintos da indiferença, insensibilidade, covardia e descaso.
 
A verdade porém sempre vem a tona, mansamente ou drásticamente ela vem e se revela em sua plenitude e vigor. Ela chega por insistência e perseverância dos oprimidos. Ela chega por decisão de Deus. E chega apontando e punindo os culpados, os omissos descarados, os prevaricadores. A verdade de Deus sempre pune e punirá aqueles cúmplices da mentira.
Ana Maria C. Bruni


Isto é especialmente comum em Salvador, Bahia.
Cansei,  de denunciar.
Somente o Ministério Público Estadual faz o seu papel na Bahia.
Defensoria Pública é ineficaz, ineficiente e inoperante.Recorrer a Defensoria Pública é entregar-se nas mãos dos bandidos. Lamentavelmente, temos uma mulher na direção.
Vera Mattos, dirigente de redes feministas.


Jornalista Vera Mattos
Dirigente da Seção Bahia - do Capítulo Brasil
do Fórum de Mulheres do Mercosul
Dirigente da Rede Risco Mulher Brasil
 

Nenhum comentário: