sábado, 26 de janeiro de 2013

PT rebate em peso nota do PSDB contra Dilma



PT rebate em peso nota do PSDB contra Dilma

:
Presidente do PT, Rui Falcão diz que "o PSDB vestiu a carapuça" ao comentar a nota à imprensa assina por Sergio Guerra e divulgada para criticar o pronunciamento em que a presidente Dilma Rousseff anunciou uma redução maior na conta de luz. Para líder do PT na Câmara, José Guimarães, "a nota do PSDB mostra claramente que faltam à oposição propostas para o país e sobra a surrada opção de distorcer e manipular os fatos". Deputado distrital, Chico Vigilante escreveu que "essa posição da oposição é sem rumo, sem princípios e, agora, sem vergonha"
24 de Janeiro de 2013 às 20:51
247 - O presidente do nacinal do PT, Rui Falcão, foi breve e direto ao comentar a reação da oposição, e, em particular, do PSDB, ao pronunciamento em que a presidente Dilma Rousseff anunciou a redução nas tarifas de energia. "O PSDB vestiu a carapuça", resumiu o petista ao 247.
Para o novo líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), "a nota do PSDB divulgada nesta quinta-feira (24) mostra claramente que faltam à oposição propostas para o país e sobra a surrada opção de distorcer e manipular os fatos". "Antidemocrático é censurar a palavra da presidenta sobre as conquistas de seu governo e querer estabelecer inclusive o cenário e quando ela deve falar à Nação", disse o deputado em nota (leia a íntegra abaixo).
Já para o deputado distrital Chico Vigilante (PT), do Distrito Federal, "Essa posição da oposição é sem rumo, sem princípios e, agora, sem vergonha" (leia a nota completa abaixo). Em nota divulgada à imprensa, o PSDB disse que "o governo do PT acaba de ultrapassar um limite perigoso para a sobrevivência da jovem democracia brasileira", em referência ao pronunciamento em que Dilma disse que aqueles "sempre do contra vão ficar para trás".
"Na noite desta quarta-feira, o país assistiu à mais agressiva utilização do poder público em favor de uma candidatura e de um partido político: o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, em rede nacional de rádio e TV, sob o pretexto de anunciar, mais uma vez, a redução do valor das contas de luz, já prometida em rede nacional há quatro meses e alardeada em milionária campanha televisiva paga pelos contribuintes", reclamaram os tucanos.
Ao 247, o senador José Agripino Maia (DEM-RN) se uniu ao coro e disparou: "a presidente precisa entender que governar não é desafiar a oposição. Não é insultar a oposição" (leia mais sobre as reclamações da oposição).
Leia a nota do líder do PT na Câmara:
Sem propostas, PSDB parte para a um palavreado tosco e primário
A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados comemora, junto com o povo brasileiro, o pronunciamento feito pela presidenta Dilma Rousseff sobre a inédita redução das contas de luz para consumidores residenciais e industriais. A conquista histórica foi aprovada no final do ano passado pelo Congresso Nacional, a despeito da oposição do PSDB/DEM. O Brasil inteiro pôde ver que rejeitaram as condições do acordo proposto pelo governo para redução da tarifa as companhias energéticas Cesp (São Paulo), Cemig (Minas Gerais), Copel (Paraná), todas de estados governados pelo PSDB.
Prevaleceu, ao final, o interesse maior da população brasileira, com a adoção de um modelo que preserva os investimentos no setor elétrico, ajuda a combater a inflação e estimula o setor produtivo num momento de turbulência da economia mundial. O pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff, levado ao ar em cadeia nacional de rádio e televisão na quarta-feira (23), levou ao conhecimento dos brasileiros a importância da redução das tarifas para os interesses nacionais.
Dilma tem o que mostrar, ao passo que o PSDB nos oito anos em que esteve à frente do governo federal deixou como legado a façanha de quebrar o país três vezes e provocar um apagão de mais de um ano, levando o Brasil de volta à era das lamparinas. Nos últimos dez anos, com o PT e aliados, nosso pais transformou-se profundamente, com crescimento e justiça social. No setor elétrico, além de reduzirmos as tarifas, refizemos o modelo e afastamos de vez o perigo da repetição dos apagões da era tucana.
A nota do PSDB divulgada nesta quinta-feira (24) mostra claramente que faltam à oposição propostas para o país e sobra a surrada opção de distorcer e manipular os fatos. Antidemocrático é censurar a palavra da presidenta sobre as conquistas de seu governo e querer estabelecer inclusive o cenário e quando ela deve falar à Nação.
Em verdade, os tucanos mais uma vez entraram num beco sem saída. Resolveram assumir uma posição dura contra a redução das tarifas de energia elétrica, talvez supondo que conseguiriam derrotar a proposta do governo. Talvez o episódio sirva para reorientar a eterna campanha eleitoral dos tucanos. Com um pouco mais de atenção eles terminarão percebendo que a tática de se posicionar contra a redução das tarifas de energia elétrica seja contraproducente. Essa não seria a primeira vez. Os tucanos já foram contra o programa bolsa família, a redução dos juros e o Pró-Uni, dentre outras iniciativas que tem transformado positivamente o Brasil, nos últimos dez anos. Essa é a diferença entre nós e eles!
Deputado José Guimarães-PT/CE
Líder da Bancada na Câmara"
Leia a nota do deputado distrital Chico Vigilante:
Nota do deputado Chico Vigilante sobre crítica do PSDB ao pronunciamento da Presidenta Dilma Rousseff: "Essa posição da oposição é sem rumo, sem princípios e, agora, sem vergonha."
Ao ler nos jornais de hoje, a nota do PSDB criticando o pronunciamento que a presidenta Dilma Rousseff fez na noite de desta quarta-feira (23) ao anunciar a redução das tarifas de energia em todo o país, venho fazer algumas considerações. Enquanto brasileiro que nasci na roça e vivi até os 24 anos de idade sem saber o que era energia elétrica, quero parabenizar a presidenta Dilma Rousseff pelo belo pronunciamento que ela fez em cadeia nacional e que emocionou todos aqueles que sabem as dificuldades que o povo brasileiro vive.
Sempre existiu um ditado popular que aqui no Brasil só subia o preço das coisas, nunca diminuía. Mas, a presidenta Dilma quebrou essa tradição mostrando que diminui sim, quando ela abaixou o preço da energia elétrica em 18% para as residências, e do comércio, indústria e serviço em até 30%.
Agora, é de estarrecer o comportamento inadequado e irresponsável da oposição (PSDB, Democratas e PPS), que levou esse país ao apagão em 2001, entregando as nossas empresas estratégicas na Bacia das Almas e vendendo os ativos que a gente tinha.  Agora, por não ter o mínimo de senso de brasilidade, ataca a honra e a dignidade da presidenta Dilma, dizendo que ela abriu a campanha eleitoral  com o pronunciamento. Quem abriu a campanha eleitoral foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, quando lançou o Senador Aécio Neves como candidato a Presidência da República, e não a presidenta Dilma que fez um belíssimo pronunciamento à nação brasileira. Portanto, essa posição  da oposição é sem rumo, sem princípios e, agora, sem vergonha.
Mais uma vez, quero parabenizar a presidenta Dilma e conclamar todos os homens e mulheres de bem desse país a se unirem em defesa dessa presidenta que honra e dignifica todos nós brasileiros.   
Deputado Chico Vigilante



http://www.brasil247.com/pt/247/poder/91636/PT-rebate-em-peso-nota-do-PSDB-contra-Dilma-Falc%C3%A3o-rebate-tucanos-PSDB-vestiu-carapu%C3%A7a.htm

Nenhum comentário: